UFRN promove processo seletivo

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

A UFRN está com inscrições abertas em 2017.

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) lançou o edital n° 15/2016 de processo seletivo simplificado, destinado a contratação de um novo Professor Substituto e Temporário do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico.

A vaga é para atuar na Escola Agrícola de Jundiaí- Macaíba.

A oportunidade oferecida é para Professor com licenciatura em Química. A remuneração pode variar entre R$ 2.982,30 e R$ 5.143,41, de acordo com titulação apresentada, além disso, o candidato aprovado e selecionado fará ainda jus a auxílio-alimentação, no valor de R$ 458,00, em regime de trabalho de 20 ou 40 horas semanais.

Como fazer sua Inscrição para o Concurso da UFRN 2017

As inscrições serão efetuadas exclusivamente na Secretaria da Unidade Acadêmica de Lotação correspondente no período de 21 a 30 de novembro de 2016, ficando os inscritos obrigados ao pagamento de taxa de inscrição no valor de R$ 13,00.

O processo seletivo constará de duas fases: prova didática e avaliação de títulos. As fases têm previsão, de acordo com o edital, de acontecer no período de 05 a 09 de dezembro de 2016.

O seletivo terá validade de 12 meses, sem prorrogação. As demais informações e o programa da seleção encontram-se à disposição dos interessados na Secretaria da respectiva Unidade de Lotação e na página eletrônica da Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (www.progesp.ufrn.br).

UFRN

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte origina-se da Universidade do Rio Grande do Norte, criada em 25 de junho de 1958, através de lei estadual, e federalizada em 18 de dezembro de 1960.

A Universidade do Rio Grande do Norte, instalada em sessão solene realizada no Teatro Alberto Maranhão, em 21 de março de 1959, foi formada a partir de faculdades e escolas de nível superior já existentes em Natal, como a Faculdade de Farmácia e Odontologia; a Faculdade de Direito; a Faculdade de Medicina; a Escola de Engenharia, entre outras.

A partir de 1968, com a reforma universitária, a UFRN passou por um processo de reorganização que marcou o fim das faculdades e a consolidação da atual estrutura, ou seja, o agrupamento de diversos departamentos que, dependendo da natureza dos cursos e disciplinas, organizaram-se em Centros Acadêmicos.

Nos anos 70, teve início a construção do Campus Central, numa área de 123 hectares. O Campus abriga atualmente um arrojado complexo arquitetônico, circundado por um anel viário que o integra à malha urbana da cidade de Natal.

A estrutura da UFRN foi modificada, novamente, por meio de um Decreto de 1974 (N° 74.211), constituindo-se, também, a partir de então do Conselho Universitário(CONSUNI), Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CONSEPE), Conselho de Curadores (CONCURA) e Reitoria.

Uma reforma do Estatuto da UFRN, concluída em 1996, estabeleceu a estrutura em vigor hoje na Universidade, acrescentando-se aos conselhos existentes o Conselho de Administração (CONSAD) e criando, na estrutura acadêmica, as Unidades Acadêmicas Especializadas e os Núcleos de Estudos Interdisciplinares.