Prefeitura de Juruti - PA abre Concurso Público com mais de 400 vagas

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Prefeitura de Juruti - PA está com inscrições abertas em 2017.

A Prefeitura de Juruti, situada no estado do Pará, realiza Concurso Público com ênfase em contratar profissionais de nível fundamental incompleto e completo, médio e superior para atuarem na Zona Rural e Urbana.

Existem 413 vagas, dentre elas, 203 são de nível fundamental; 176 de nível médio e 34 de nível superior, distribuídas nos cargos de: Agente Ambiental (8), Agente de Serviços Gerais (70), Agente de Serviços Urbanos (62), Ajudante de Pedreiro (10), Encanador (1), Merendeiro (32), Motorista de Veículo Leve

(4), Operador de Lancha (12), Pedreiro (3), Agente de Vigilância Sanitária (1), Assistente Administrativo (60), Auxiliar Contábil (2), Auxiliar de Odontologia (8), Guarda Municipal (50), Operador de Máquina Pesada (5), Técnico de Enfermagem (41), Técnico de Laboratório (1), Técnico em Edificação (1),

Técnico em Informática (8), Arquiteto (1), Assistente Social (6), Auditor Fiscal de Tributos (1), Enfermeiro (12), Engenheiro-Agrônomo (1), Engenheiro Civil (1), Farmacêutico Bioquímico (2), Jornalista (1), Médico Veterinário (1), Odontólogo - Cirurgião-Dentista (4), Procurador (3) e Psicólogo (1).

Os candidatos que obtém os requisitos mínimos exigidos no edital disponível em nosso site, receberão salários variam de R$ 880,00 a R$ 3.390,00, equivalentes ao regime de trabalho de 40h semanais.

Como fazer sua Inscrição para o Concurso da Prefeitura de Juruti - PA 2017

Mediante taxas de R$ 45,00, R$ 50,00 e R$ 70,00, as inscrições devem ser solicitadas de forma online até o dia 5 de dezembro de 2016 através do endereço eletrônico www.portalfadesp.org.br. Vale ressaltar que o pagamento deverá ser realizado em no máximo um dia posterior ao período citado.

Prevista para o dia 18 de dezembro de 2016, a prova objetiva com duração de 4h irá se constituir por questões de acordo com o cargo pretendido, e pode abordar conteúdos de Português, Matemática, Informática, Conhecimento Específico, Atualidades e Meio Ambiente.

Juruti - PA

A região onde se encontra o município de Juruti historicamente em períodos distintos teve seus territórios habitados pelas etnias Pocós e Kondurís os quais eram povos nativos de todo o Baixo Amazonas (oeste do Pará).

De acordo com registros do naturalista Domingos Soares Ferreira Pena, no local onde se estabeleceu a Missão Jesuíta de Nossa Senhora da Saúde fora uma aldeia dos índios Mundurucus, localizada sobre as praias brancas do Lago Juruti.

Inicialmente os índios foram catequizados por missionários Capuchinhos e assim fundaram o que seria o atual município de Juruti em 1818, que esteve sujeito à direção de um missionário com poderes paroquiais O "missionário com poderes paroquiais" dispunha de poderes administrativos equivalentes ao

atual cargo de "Presidente da Câmara de Vereadores", o padre Antonio Manuel Sanches de Brito. Possuía uma pequena igreja que havia sido construída pelos indígenas da região que em tudo dependia do auxilio da fazenda pública do Pará.

O município teve a categoria elevada à Freguesia sob o nome de "Nossa Senhora da Saúde" dada pelo governo provincial do Grão-Pará em execução a Lei Geral do Império de 29 de novembro de 1832 que a considerou como fazendo parte do Termo de Faro nas Sessões do Conselho do governo da Província do Pará.

Quando foi realizada a divisão da Província do Grão-Pará em termos e comarcas - Grão-Pará, Baixo Amazonas e Alto Amazonas entre 1832 e 1833, a localidade adquiriu categoria de Freguesia, ficando integrada ao Termo de Faro (atual município de Faro).

Nessa época, estabeleceu-se também, o limite ocidental da então criada Freguesia de Nossa Senhora da Saúde de Juruti, na serra de Parintins, com os estados do Pará e Amazonas.

Em 1855 era Vigário da Freguesia de Juruti o padre João Monteiro da Cunha que em obediência a Lei Geral do império Nº 601 de 18 de setembro de 1850 e de seu regulamento baixado com o Decreto Nº 1.318 de 30 de janeiro de 1854 recebeu e registrou as declarações de posse de terras na Freguesia com número superior a 300 até na serra de Parintins.