Prefeitura de Botuverá - SC divulga processo seletivo

Prefeitura de Botuverá - SC está com inscrições abertas em 2017.

O município catarinense de Botuverá, por meio da Prefeitura Municipal, tornou pública a realização de processo seletivo, cujo edital n.º 05/2016. O certame é destinado à contratação de um Enfermeiro em regime de trabalho de 40 horas semanais, fazendo jus a remuneração no valor de R$ 4.198,86.

Como fazer sua Inscrição para o Concurso da Prefeitura de Botuverá - SC 2017

As inscrições devem ser realizadas do dia 28 de novembro a 9 de dezembro de 2016, no horário das 8h às 11h30 e das 13h30 às 17h, na Prefeitura de Botuverá, Setor de Recursos Humanos, situada à Rua João Morelli, 66 – Botuverá/SC.

Será exigida dos candidatos para fins de inscrição, a apresentação do original e cópia dos seguintes documentos:

Documento de Identidade;
CPF;

Título de Eleitor e do comprovante de quitação com a Justiça Eleitoral (última votação);
Quitação com a obrigação militar (masculino);

Curso de Nível Superior na área de atuação, registro no Conselho de Classe e comprovante de Habilitação;Curriculum;

Preenchimento da ficha de inscrição (original);
Declaração de que não sofreu e/ou está sofrendo processo administrativo disciplinar (original).

Os inscritos serão avaliados por meio de análise de curriculum, discriminando títulos e experiência profissional. A validade do processo seletivo será de um ano, prorrogável.

Botuverá - SC

As guerras, as crises sociais e econômicas, provocaram a emigração de italianos, principalmente da região norte, para o Brasil. A miséria, o desemprego, a propaganda enganosa das agências de imigração, motivaram muitos italianos a deixarem sua pátria e partirem em busca de novas esperanças em novas terras.

Chegando ao Brasil, os imigrantes recebiam autorização para ocuparem as colônias. Os que chegaram ao Porto de Itajaí, os nossos primeiros imigrantes seguiram até Brusque e se alojaram em barracas e barracões na localidade, hoje, de Águas Claras.

Em seguida, com o uso de canoas e balsas improvisadas, subiram o Rio Itajaí-Mirim e se fixaram nas terras que denominaram “Porto Franco”, hoje Botuverá.

Ao chegarem nesta região, iniciaram construção de seus novos lares e sítios. Deram início ao desbravamento das matas, deram os primeiros passos para agricultura, que se tornou o marco econômico da população botuveraense até os nossos dias.

Não há fontes seguras dos nomes dos primeiros imigrantes de Porto Franco. De acordo com informações dos mais antigos (descendentes diretos), foi possível confirmar que entre os pioneiros vieram as famílias, Bósio, Bonomini, Pedrini, Molinari, Tirloni, Aloni, Gianesini, Betinelli, Raimondi, Rampelotti,

Dognini, Morelli, Tomio, Maestri e Comandolli, num total de trinta e três famílias.

Cada família procurou um local para se estabelecer, delimitou e formou ali sua propriedade. Outras levas de imigrantes vieram. Ocuparam outras localidades como Águas Negras, Ribeirão do Ouro, Lageado, estabelecidas no Vale do Itajaí-mirim.