Concurso Prefeitura de Araguacema - TO

Prefeitura de Araguacema - TO está com inscrições abertas em 2017.

A prefeitura de Araguacema, no Tocantins, publicou o edital n° 001/2016 de abertura do concurso público de provas, para preenchimento de cargos do quadro de servidores do município, com remunerações iniciais de R$ 880,00 a R$ 10.000,00, para carga horária de 20, 24, 30 ou 40 horas semanais.

São oferecidas o total de 168 vagas para os níveis fundamental, médio, técnico e superior, sendo 112 vagas para provimento imediato e 56 vagas para formação do cadastro de reserva. Os cargos disponíveis são: Auxiliar de Mecânico; Auxiliar de Serviços Gerais; Gari; Guarda Noturno; Jardineiro; Operador

de Máquinas Pesadas; Operador de Trator; Motorista; Agente Comunitário de Saúde; Agente de Epidemiologia/Edemias; Agente de Fiscalização Municipal; Agente de Vigilância Sanitária; Assistente Administrativo; Fiscal de Posturas; Eletricista; Técnico Agrícola; Técnico de Saúde Bucal; Técnico em Radiologia;

Assistente Social; Enfermeiro; Farmacêutico/Bioquímico; Fisioterapeuta; Médico Clínico Geral; Nutricionista; Odontólogo; Professor; Psicólogo.

Como fazer sua Inscrição para o Concurso da Prefeitura de Araguacema - TO 2017

As inscrições poderão ser realizadas de 14 de novembro a 12 de dezembro de 2016, exclusivamente através do endereço eletrônico www.novaprospectiva.com.br. Para confirmar as inscrições os candidatos deverão pagar uma taxa de: R$ 70.00 para nível fundamental; R$ 100,00 para níveis médio e técnico; e R$ 130,00 para nível superior.

A seleção do concurso será realizado por meio de: prova objetiva para todos os candidatos; prova de títulos para candidatos de nível superior; e prova prática, para candidatos do cargo de Operador de Máquinas Pesadas, Operador de Trator e Motorista. Todas as provas serão realizadas na cidade de Araguacema.

O concurso terá validade de dois anos, podendo ser prorrogado por igual período a critério da Administração Pública.

Araguacema - TO

A primeira tentativa de colonização foi realizada em 1812, com a fundação do Presídio de Santa Maria, que distava 18 léguas ao norte da atual cidade de Araguacema, no Rio Araguaia. O presídio destinava-se à proteção do comércio e navegação.

O encarregado de sua fundação o Tenente Francisco Xavier de Barros, partiu de Vila Boa em princípios de 1812, em companhia do Capitão Luiz da Gama e mais oitenta pessoas, incluindo soldados e paisanos, chegaram ao ponto preestabelecido para construção do Presídio.

No primeiro ano tudo correu bem, os índios mantinham as melhores relações com a guarnição e moradores, tanto que o comandante já se preparava para abrir uma estrada até São Pedro de Alcântara (atual Carolina-MA.) com o objetivo de manter ligações com outras povoados às margens do Rio Tocantins.

No entanto, no dia 11 de fevereiro de 1813, cerca de oito horas da manhã, o pequeno estabelecimento foi cercado e assaltado pelos índios Carajás, Xavantes e Xerentes, que se coligaram para efetivação desse intento.

Foram, todavia, rechaçados no decorrer dos embates do dia; ao cair da noite o Comandante suspeitando do ataque definitivo dos índios, resolveu embarcar com todos os habitantes do presídio em dois botes disponíveis, fugindo rio abaixo.

O grupo já bastante reduzido em razão de mortes ocorridas no trajeto, conseguiu chegar à localidade de São João das Duas Barras no Estado do Pará.

O Príncipe Regente D. João, ao ter conhecimento da destruição do presídio, determinou por aviso de 3 de dezembro de 1813, o restabelecimento do mesmo.

Porém só mais tarde, no Governo de Goiaz de José Martins Pereira de Alencastro, foi o presídio restabelecido, no entanto a 18 léguas rio acima do primitivo local, onde o evangelizador Frei Francisco do Monte São Victor, já havia se estabelecido, vindo com algumas famílias de Bôa Vista (atual

Tocantinópolis) para onde hoje se localiza a Cidade de Araguacema, deu início a construção de uma capela, destinada a catequese dos índios Carajás e Caiapós que habitavam a região.

O nascente povoado recebeu vigoroso impulso quando foi escolhido para sede do presídio de Santa Maria do Araguaia.